Hacker revela o que estava escrito em página criptografada por jovem que sumiu no Acre


Jovem some e deixa conteúdo criptografado

Bruno de Melo Silva Borges, um jovem de 24 anos desapareceu misteriosamente na segunda-feira, 27 de março e deixou para trás muitos mistérios. O jovem morava em Rio Branco com sua família. Rapidamente o caso foi parar na internet, por um motivo bem diferente. Quando sua família entrou no quarto do rapaz, encontraram coisas jamais imagináveis.

Nas paredes haviam mensagens, no quarto tinha uma estátua de Giordano Bruno, um filósofo, que está avaliada em torno de 7 mil reais e 14 livros com conteúdo criptografado, escrito por Bruno.

 

Esses livros já estão com a polícia da região, que está investigando todas as hipóteses, segundo o delegado Fabrizzio Sobreira, que está investigando com muito sigilo. Uma das páginas dos livros, foi parar na internet, nela é possível ver o que o jovem escreveu e certamente poucos poderão compreender a mensagem.

A família está à procura de respostas e para isso, estão tentando decifrar as mensagens. A internet se mobilizou e já existe até um site criado para ajudar que se chama “Decifre o Livro”, criado por diretores de uma empresa de gerenciamento de vulnerabilidades.

Igor Rincon e Renior dos Reis, são responsáveis pela proposta na web. Eles encontram os significados de alguns símbolos com base em várias referências. Eles colocaram a imagem de cada símbolo em um teclado para o entendimento ficar mais fácil. A partir daí eles conseguiram descriptografar a página que circula pela internet, confira o resultado.

 

Mensagens criptografadas por Bruno são descobertas
Jovem sumiu e deixou mensagens criptografadas

“Caminho difícil”

Por milhares de anos o ser humano vem tentando encontrar respostas para perguntas como “qual o sentido da vida”? A filosofia que ao que tudo indica, parece ter se iniciado com Tales de Mileto em meados de 700 a.C. visa encontrar vestígios de perguntas sem respostas. A pesquisa profunda pela verdade absoluta advém da filosofia, e quando falamos a respeito de caminhos fáceis ou difíceis estamos nos referindo a esse tipo de teorema.

É fácil aceitar o que desde criança te ensinaram que é errado. Difícil é quando adulto, entender que te ensinaram errado o que desde criança você suspeitou que fosse correto. Em outras palavras, se você se enquadra em algum cujos estímulos do meio lhe determinaram certo comportamento, fazendo com que estivesse a mercê de crenças já providas e bem estabelecidas em dogmas e rituais, com uma massa concentrada de pessoas nela; ou permitindo-o ficar no conformismo, aceitando o conceito de felicidade e de sentido da vida embutido pela mídia e pela sociedade, então claramente você faz parte do caminho fácil para a busca pela verdade absoluta.

Acaso se enquadra na segunda opção, ou seja, aquele que suspeitava de todo conjunto de crenças que lhe foi enraizado, então este tem tudo para ser um investigador da veracidade nas coisas ao seu redor, entrando em um caminho mais complicado, no qual uma minoria se arrisca ou enfrenta com bravura.

Fontes: G1    Tecmundo   Decifre o livro Rede Amazônica Acre


Gostou? Compartilhe com seus amigos!

0
409 shares

log in

reset password

Back to
log in